Óleo Essencial de Hortelã-Pimenta - 10 ml - Mentha piperita Óleo para eliminar congestões físicas e emocionais. Trata rinite, sinusite e promove o raciocínio claro. Estimulante, purificante e revigorante do corpo, da mente e do espírito.
HARMONIE
Product ID: 1415
Product SKU: 1415
New In stock />
Óleo Essencial de Hortelã Pimenta - 10 ml

Óleo Essencial de Hortelã Pimenta - 10 ml

Marca: HARMONIE

 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Óleo para eliminar congestões físicas e emocionais.
Trata rinite, sinusite e promove o raciocínio claro. Estimulante, purificante e revigorante do corpo, da mente e do espírito.

Óleo essencial de Hortelã-Pimenta, 10 mL
Nome científico: Mentha piperita
Origem: Índia
Extração: Destilação da folha

 

Expectorante e analgésico potente. Desbloqueia sentimentos contidos e ajuda na auto aceitação. Especial para eliminar raiva e irritabilidade.

Propriedades físicas: Analgésico1 poderoso, auxilia em casos de dor de cabeça e enxaqueca crônica. Repelente de mosquitos. Anti-inflamatório2. Expectorante, é recomendado para rinite e sinusite. Estimula o crescimento de novas células epiteliais3, e é usado para o clareamento de manchas.
Propriedades emocionais*: Estimulante e revigorante. Ativa a concentração e melhora a memória.
Propriedades vibracionais*: Considerado pelos terapeutas como um marco de transformação, por auxiliar a romper barreiras e transformar emoções fortes e contidas como raiva, traumas, medos, pânico, choque, histeria e ódio. Atua nos 7 chakras.

Precauções: Contraindicado para epiléticos, hipertensos, gestantes, lactantes e crianças de até 7 anos. Pode sensibilizar peles sensíveis, aumente a diluição.
 

1) GALEOTTI, N.; DI CESARE, L.; MAZZANTI, G. et al. Menthol: a natural analgesic compound. Neuroscience Letters; apr 2002. 322(3): P.145-148.
2) JUERGENS, U.R.; STOBER, M.; VETTER, H. The anti-inflammatory activity of L-menthol compared to mint oil in human monocytes in vitro: a novel perspective for its therapeutic use in inflammatory diseases. European Journal of Medical. 1998.
3) ULRICH, N. A. Hermann. Manual prático de aromaterapia. Ed. Premier, Porto Alegre, 2004.

* Baseado em evidências de acordo com a prática clínica.

Atenção: Os óleos essenciais são extratos puros das plantas, muito concentrados. A superdosagem pode causar dermatites e intoxicação. Na dúvida, siga a orientação de um aromaterapeuta.

 

 

 FORMAS DE UTILIZAÇÃO

 

Massagem, compressas, inalação, banhos, sprays, shampoo e condicionador de cabelo, cosméticos, difusor pessoal e ambiental.

 

 FORMAS DE ABSORÇÃO

 

* Pele: Os óleos essenciais penetram na pele pelos ductos das glândulas sudoríferas e ao redor das células mortas da camada externa da epiderme. Posteriormente, serão gradualmente liberados para a derme, conseqüentemente para a corrente sanguí­nea atingindo todo o corpo.

 

* Olfato: A administração dos óleos essenciais por inalação, além de bastante segura,é talvez o canal mais eficiente para atingir o sistema nervoso central. Portanto, tem maior rapidez para provocar efeito relaxante ou estimulante que outros métodos. O Olfato é o único sentido que possui ligação direta com o cérebro, atingindo assim regiões responsáveis pelas sensações de prazer, sofrimento, emoções, controle de comportamento, funções vegetativas entre outras.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também